Home » Informação » Zoológico consegue salvar 80 animais que seriam sacrificados na Ucrânia

Proprietário do local havia anunciado que a estrutura tinha sido seriamente danificada pelos ataques russos

Após a declaração de que teria que sacrificar os animais de seu zoológico, o dono do Feldman Ecopark, Alexandre Feldman, divulgou nas redes sociais que mais de 80 exemplares do local serão salvos.

Feldman comemorou a transferência dos bichos, agradeceu aos responsáveis pelo zoológico de Kharkiv e ao prefeito da cidade, Igor Terekhov, que teria ajudado nas negociações. Ele citou também outras autoridades ucranianas e as demais pessoas que foram atenciosas com a situação do Ecopark.

Além desses animais, outros 23 já haviam sido salvos e levados para lugar seguro. Entre eles: macacos, leões, tigres brancos e onças. De acordo com o portal britânico Daily Star, o Ecopark abrigava um total de 6.810 animais.

Na última quarta-feira (6), o dono do zoológico informou da possibilidade do sacrifício de leões, tigres e ursos após os bombardeios russos terem danificado a infraestrutura do local. A maioria dos animais ainda pode morrer se não for levada para local seguro.

Feldman explicou que o maior problema são os grandes predadores. “Seus cercados milagrosamente ainda mantêm a integridade, mas, se mais um bombardeio ocorrer, leões, tigres e ursos, perturbados pelo medo, podem ficar livres e ir para a cidade ou para aldeias próximas. Não podemos permitir isso.”

Ele ainda afirmou que, apesar de ser “inimaginavelmente doloroso” falar sobre o triste fim que alguns dos animais podem ter, a prioridade é salvar as pessoas que estão sendo vítimas da guerra.

Fonte: R7 – Maria Cunha Foto: DIVULGAÇÃO: INSTAGRAM/@FELDMAN_ECOPARK