Home » Informação » Noruega arrecada US$ 20 mil para erguer estátua da morsa Freya

Animal de 600 quilos se instalou no fiorde de Oslo, capital do país, e foi sacrificado pela ameaça que oferecia a segurança das pessoas

Mais de 20.000 dólares foram arrecadados na Noruega para erguer uma estátua em homenagem a uma morsa sacrificada pela ameaça que representava para a segurança dos humanos.

Freya, uma fêmea de 600 quilos, foi a sensação do verão na Noruega, onde brincava no fiorde de Oslo e tirava cochilos em alguns barcos.

“O sacrifício de Freya envia sinais extremamente negativos de que a Noruega, e em particular Oslo, não é capaz de acomodar animais selvagens”, disse o organizador da coleta, Erik Holm, ao site Spleis.no.

“Ao erguer uma estátua do símbolo que Freya se tornou em pouco tempo, vamos lembrar a nós mesmos (e às gerações futuras) que não podemos e não devemos matar ou apagar a natureza quando ela ‘nos atrapalhar'”, acrescenta.

As morsas, uma espécie protegida que se alimenta principalmente de invertebrados como moluscos, camarões, caranguejos e pequenos peixes, normalmente vivem em latitudes mais ao norte, no Ártico.

Mas Freya (em homenagem à deusa do amor e da beleza na mitologia nórdica) foi vista pela primeira vez no fiorde da capital norueguesa em 17 de julho.

Desde então, tornou-se uma atração para os curiosos e um risco para as autoridades norueguesas, que haviam avisado que matariam o animal se as pessoas continuassem se aproximando dele.

O público não seguiu as recomendações e a morsa foi morta a tiros no domingo.

“A decisão de sacrificá-la foi tomada com base em uma avaliação global da ameaça que representava para a segurança humana”, disse Frank Bakke-Jensen, chefe da Diretoria Norueguesa de Pesca, em comunicado.

 

Fonte: R7 Foto: TOR ERIK SCHRØDER / NTB / AFP

Eu Quero a Record TV