Home » Informação » New York Post diz ter sido ‘hackeado’ após tweets que pediam assassinato de Biden

Investigação interna do jornal americano indica que a ação foi cometida por um funcionário

O jornal New York Post afirmou nesta quinta-feira (27) ter sido “hackeado” por um de seus funcionários, que publicou tweets que pediam o assassinato de figuras políticas, incluindo o presidente americano, Joe Biden.

“O New York Post foi hackeado”, tweetou o jornal após recuperar o controle de sua conta no Twitter.

“A investigação do New York Post indica que as ações não autorizadas foram cometidas por um funcionário e estamos tomando as medidas cabíveis”, afirmou em nota o jornal de tendência conservadora.

Pela manhã, foram publicados tuítes que pediam o assassinato de Biden e da congressista democrata por Nova York Alexandria Ocasio-Cortez, adotando o formato habitual dos tuítes do jornal de propriedade da News Corp., império midiático do bilionário Rupert Murdoch.

Um tuíte racista direcionado ao prefeito de Nova York, o afro-americano Eric Adams, incluiu um link para um artigo no site com o mesmo título do tuíte, disse o repórter do BuzzfeedNews, David Mack.

“O funcionário foi demitido”, disse o Post, acrescentando que “esta manhã eliminou de imediato o conteúdo desprezível e repreensível” de seu site e de suas contas nas redes sociais.

 

Fonte: R7 Foto: MANDEL NGAN / AFP

Eu Quero a Record TV