Home » Informação » Bolsonaro declara luto de três dias pela morte da rainha Elizabeth 2ª

Monarca britânica morreu nesta quinta-feira (8), aos 96 anos de idade, após sete décadas no trono do Reino Unido

O presidente Jair Bolsonaro decretou luto oficial no Brasil de três dias por causa da morte da rainha Elizabeth 2ª nesta quinta-feira (8). O ato foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União.

“É declarado luto oficial em todo o País, pelo período de três dias, contado da data de publicação deste Decreto, em sinal de pesar pelo falecimento da Sua Majestade a Rainha Elizabeth II, do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte”, diz o decreto assinado pelo presidente.

A rainha Elizabeth 2ª morreu aos 96 anos. Ela estava em seu castelo em Balmoral, na Escócia, onde passava férias desde julho. “A rainha faleceu pacificamente em Balmoral nesta tarde. O rei e a rainha consorte permanecerão em Balmoral esta noite e retornarão a Londres amanhã”, informou o Palácio de Buckingham em comunicado.

Ela ocupou o trono por mais de 70 anos e foi a monarca mais longeva da história do Reino Unido.

 

“Mulher extraordinária e singular”

Nas redes sociais, o presidente lamentou o falecimento da rainha. “É com grande pesar e comoção que o Brasil recebe a notícia do falecimento de Sua Majestade a Rainha Elizabeth II, uma mulher extraordinária e singular, cujo exemplo de liderança, de humildade e de amor à pátria seguirá inspirando a nós e ao mundo inteiro até o fim dos tempos”, escreveu Bolsonaro.

O presidente publicou um vídeo com imagens de Elizabeth 2ª enquanto criança e citou uma frase da monarca — “Quando a vida parece difícil, os corajosos não se deitam e aceitam a derrota; em vez disso, estão ainda mais determinados a lutar por um futuro melhor” — para dizer que ela “não foi apenas a rainha dos britânicos, mas uma rainha para todos nós”.

“Muitas vezes, a eternidade nos surpreende, tirando de nós aqueles que amamos, mas, hoje, foi a vez da eternidade ser surpreendida, com a gloriosa chegada de Sua Alteza a Rainha do Reino Unido. Que Deus a receba em sua infinita bondade e conforte sua família e o povo britânico”, destacou o presidente.

 

Trajetória até o trono britânico

Elizabeth não estava na linha sucessória da família real britânica desde que nasceu. Sua vida mudou em 11 de dezembro de 1936, quando tinha 10 anos, e seu pai, George 6º, chegou ao trono após seu tio Eduardo 8º renunciar para se casar com Wallis Simpson, que era americana e tinha se divorciado.

Em 20 de novembro de 1947, já como uma herdeira da Coroa, Elizabeth se casou com o príncipe Philip da Grécia e Dinamarca, seu primo de terceiro grau. O casal teve quatro filhos: o mais velho e herdeiro do trono é o príncipe Charles, que nasceu em 1948. A única filha, Anne, nasceu em 1950, seguida por Andrew, em 1960, e Edward, em 1964.

Em 6 de fevereiro de 1952, quando estava no Quênia com Philip, representando o pai, que estava doente, durante viagem oficial a mais um país da Commonwealth, Elizabeth foi informada sobre a morte do rei e que se tornaria rainha com apenas 25 anos.

Em 2 de junho de 1953, após o período de luto, Elizabeth foi coroada rainha. Pela primeira vez, a cerimônia de coroação na Abadia de Westminster, que era restrita a poucas pessoas, foi transmitida ao vivo no rádio e na televisão. Esse momento é considerado um marco para a abertura da família real britânica para o mundo.

 

Fonte: R7 Foto: FRANK AUGSTEIN/AFP – 05.06.2022

Eu Quero a Record TV