Home » Informação » Banco Central dos EUA eleva taxa de juros pela primeira vez desde 2018

O Federal Reserve avalia que alta reflete problemas de oferta e demanda relacionados à pandemia e à energia

O Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) decidiu nesta quarta-feira (16) elevar a taxa dos Fed Funds em 0,25 ponto porcentual, para a faixa entre 0,25% e 0,50% ao ano. É o primeiro aumento desde 2018.

De acordo com comunicado da decisão, o Fed prevê que aumentos contínuos dessa faixa podem ser apropriados.

A maioria dos dirigentes votou pela alta de 25 pontos-base, exceto James Bullard, que preferiu nesta reunião aumentar a faixa em 50 pontos-base para 0,50% a 0,75%.

Inflação

O Federal Reserve avalia que a inflação nos Estados Unidos se mantém elevada, refletindo problemas de oferta e demanda relacionados com a pandemia e a alta nos preços de energia. No comunicado de sua decisão de política monetária, a autoridade avalia ainda que a questão reflete pressões de preços “mais amplas”.

Já os indicadores de atividade e emprego continuaram a se fortalecer, na visão do Fed. Os ganhos no emprego foram fortes nos últimos meses, e o desemprego caiu substancialmente, afirma a autoridade.

Ucrânia

Segundo o banco central dos EUA, a invasão da Ucrânia pela Rússia está causando enormes prejuízos humanos e dificuldades econômicas. As implicações para a economia dos Estados Unidos são altamente incertas, avalia o Fed, mas, no curto prazo, a invasão e os eventos relacionados provavelmente criarão uma pressão adicional para a inflação e pesarão na atividade econômica, projeta a autoridade.

 

Fonte: R7, por Agência Estado – Economia Foto: JOSHUA ROBERTS/FILE PHOTO/REUTERS – 26/01/2022

Eu Quero a Record TV