Treinador, que estava até há pouco na seleção da Polônia, foi enfim oficializado no Rubro-Negro e assinou contrato até o fim de 2023

 

O Flamengo oficializou nesta quarta-feira (29) a chegada do seu novo treinador. O português Paulo Sousa, que comandava a seleção da Polônia, foi o escolhido pela diretoria rubro-negra para substituir Renato Gaúcho, demitido após derrota para o Palmeiras na final da Libertadores. O contrato do treinador com o Rubro-Negro é válido até o fim de 2023.

“Alô, Brasil! Esta é uma mensagem para a maior torcida do mundo. Faço com muito orgulho e satisfação de representar um clube com a grandeza incomparável do Flamengo. É hora de trabalharmos muito para dar alegrias, títulos e aproximarmos mais de 40 milhões de torcedores em torno do time. Jogaremos juntos. Saudações rubro-negras”, disse Sousa em entrevista à TV oficial do clube.

Após uma semana em Portugal, Marcos Braz, vice-presidente de futebol, e Bruno Spindel, diretor-executivo, encaminharam o acordo com o técnico. Apesar da expectativa de acertar o retorno de Jorge Jesus, Paulo Sousa foi o primeiro candidato a ser analisado pelo clube carioca. O treinador, inclusive, já havia expressado em entrevistas o desejo de trabalhar no futebol brasileiro.

Jogador de destaque em Portugal, Paulo Sousa soma passagens por Benfica, Juventus, Inter de Milão e Borussia Dortmund, além da seleção nacional. Como treinador, ele iniciou a carreira em 2005, dirigindo a equipe sub-16 de seu país.

Desde então, Paulo Sousa comandou clubes das principais ligas da Europa, como: Leicester (ING), Fiorentina (ITA) e Bordeaux (FRA), seu último clube antes de assumir a seleção da Polônia, em janeiro de 2021.

 

Fonte: R7

Foto: REUTERS/ALEKSANDRA SZMIGIEL