Home » Destaque » ‘O pior ainda está por vir’, prevê Macron após conversa com Putin

Presidente russo teria dito ao francês que ofensiva seguirá até Ucrânia aceitar condições impostas pela Rússia em negociações

presidente da França, Emmanuel Macron, chegou à conclusão de que “o pior ainda está por vir” no conflito na Ucrânia, após uma conversa telefônica com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, que expressou sua determinação em continuar com a ofensiva e afirmou que poderia “assumir o controle” de todo o país.

Numa conversa que durou uma hora e meia, Putin disse a Macron que a operação russa se desenvolve “de acordo com os planos” e que poderá “se intensificar” se os ucranianos não aceitarem as suas condições, informou nesta quinta-feira (3) o gabinete do presidente francês.

“A previsão do presidente [Macron] é que o pior ainda está por vir, por conta do que o presidente Putin lhe disse”, explicou um assessor do mandatário francês que preferiu permanecer anônimo.

O Palácio do Eliseu, residência da Presidência francesa, afirmou que a iniciativa para a conversa telefônica entre os dois líderes (a terceira desde o início da invasão, em 24 de fevereiro) foi de Putin, que quis “informar” Macron “da situação e das intenções, no âmbito de um diálogo sincero” entre esses dirigentes.

Macron respondeu às acusações de Putin sobre a Ucrânia afirmando que “ele cometeu um grave erro com o regime ucraniano”, que “ele não é nazista”. Segundo o Eliseu, o presidente francês teria lhe dito: “Você inventa histórias, procura pretextos”.

“Essa entrevista permitiu revisitar as divergências, dizer a verdade ao presidente Putin”, mas também, “infelizmente”, confirmar “a sua determinação de seguir com a operação militar até o fim”.

“Os ucranianos estão lutando com coragem. Nada está garantido, mas a relação de forças é muito desequilibrada”, disse o Eliseu, ao apontar o “pessimismo” de Macron ao término da discussão.

O presidente francês reafirmou sua intenção de “apertar as sanções” contra a Rússia, já que é “uma ferramenta muito poderosa, como se viu com a queda do rublo”.

 

Fonte: R7, por AFP

Foto: LUDOVIC MARIN/AFP – 28.02.2022

Eu Quero a Record TV