Home » Destaque » Chelsea vence o Palmeiras na prorrogação e é campeão mundial

Pênalti de Havertz selou a vitória do time inglês, após empate por 1 a 1 no tempo normal, com gols de Lukaku e Raphael Veiga

Foi quase, torcedor do Palmeiras! Neste sábado (12), o time fez um grande jogo, mas acabou sendo derrotado pelo Chelsea na final do Mundial de Clubes, em Abu Dhabi, por 2 a 1, na prorrogação, e ficou com o vice.

O gol de pênalti de Havertz, no tempo extra, decidiu o duelo. Nos 90 minutos, Lukaku e Raphael Veiga selaram a igualdade.

O Alviverde terá pouco tempo para lamentar, já que na próxima quarta-feira (16) o time encara a Ferroviária, em Araraquara, pelo Paulistão.

O jogo

Durante a primeira etapa, o time brasileiro cumpriu à risca o plano de Abel Ferreira, com muita marcação e explorando os contra-ataques. O Verdão teve a proposta clara de roubar a bola e aproveitar os espaços deixados nas costas dos defensores – e, coincidência ou não, assim saíram as melhores chances.

Quase!

Primeiro, Dudu arriscou de longe e assustou. Pouco depois, ele recebeu passe dentro da área e bateu fraco. Zé Rafael também teve uma boa chance. Sozinho, tentou o passe para Rony, mas errou e a defesa afastou.

O Chelsea, que teve 70% de posse de bola, só ameaçou na reta final, com um chute de longe de Thiago Silva que Weverton defendeu e duas cobranças de escanteio em que as cabeçadas foram para fora.

Ele resolve

E, se Lukaku quase não participou do jogo na primeira etapa, na volta do intervalo, ele apareceu. Aos nove, Kovacic avançou pela esquerda e abriu com Hudson-Odoi. O camisa 20 cruzou na medida para o 9, que ganhou de Luan no alto e cabeceou para o fundo do gol.

Tudo igual

Apesar da desvantagem no placar, o Palmeiras não se desesperou. E não demorou a empatar. Thiago Silva disputou bola com Gustavo Gómez dentro da área e colocou a mão na redonda. Pênalti, confirmado com o auxílio do VAR.

Raphael Veiga bateu com a tradicional categoria, deslocou Mendy e deixou tudo igual aos 18.

O jogo ficou aberto. Havertz quase marcou para o Chelsea, enquanto Veiga por pouco não virou para o Palmeiras. Nenhum dos dois, porém, conseguiu balançar as redes, levando a decisão para a prorrogação.

Havertz faz o gol do título

No tempo extra, os ingleses seguiram com o controle da posse de bola, mas não encontravam espaço na sólida defesa palmeirense, que quase não conseguiu atacar. De tanta pressão, o Chelsea conseguiu um pênalti. Após sobra de bola, Azpilicueta tentou bater. A bola explodiu na mão de Luan, em mais um pênalti confirmado com o auxílio do VAR.

Havertz, herói do título da Champions League, voltou a brilhar, mostrando calma e fazendo o gol que confirmou o título mundial do Chelsea. Já nos acréscimos, ainda deu tempo de Luan, zagueiro do Palmeiras, receber cartão vermelho.

Festa inglesa em Abu Dhabi!

CHELSEA 2 x 1 PALMEIRAS

Local: Mohammed Bin Zayed, em Abu Dhabi (EAU)
Data-Hora: 12/2/2022 – 13h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Chris Beath (AUS)
Assistentes: Anton Shchetinin (AUS) e Ashley Beecham (AUS)
VAR: Massimiliano Irrati (ITA)
Público: 32.871 torcedores
Cartões amarelos: (CHE) Atuesta e Wesley (PAL)
Cartões vermelhos: Luan, aos 20’/2ºTP (PAL)
Gols: Lukaku (9’/2ºT) (1-0), Raphael Veiga (18’/2ºT) (1-1), Havertz (11’/2ºTP) (2-1)
CHELSEA: Mendy; Christensen (Sarr, no intervalo para a prorrogação), Thiago Silva e Rudiger; Azpilicueta, Kante, Kovacic (Ziyech, no intervalo para a prorrogação) e Hudson-Odoi (Saúl, aos 30’/2ºT); Mount (Pulisic, aos 31’/1ºT), Havertz e Lukaku (Timo Werner, aos 30’/2ºT). Técnico: Thomas Tuchel
PALMEIRAS: Weverton; Gustavo Gómez, Luan e Piquerez; Marcos Rocha (Deyverson, aos 12’/2ºTP), Danilo, Zé Rafael (Jailson, aos 14’/2ºT) e Gustavo Scarpa; Raphael Veiga (Atuesta, aos 32’/2ºT), Dudu (Rafael Navarro, aos 12’/1ºTP) e Rony (Wesley, 32’/2ºT). Técnico: Abel Ferreira

 

Fonte: Felippe Scozzafave, do R7

Foto: GIUSEPPE CACACE/AFP – 12.2.2022

 

Eu Quero a Record TV